| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Stop wasting time looking for files and revisions! Dokkio, a new product from the PBworks team, integrates and organizes your Drive, Dropbox, Box, Slack and Gmail files. Sign up for free.

View
 

quilombos

Page history last edited by Turma 83 11 years, 3 months ago

Quilombos

                                                                                                                       

No período da escravidão os escravos que conseguiam fugir se refugiavam junto com outros escravos em lugares que eram chamados de QUILOMBOS. Localizados no meio da mata, QUILOMBOS eram lugares bem fortificados.

No Brasil, os lugares onde mais tinham QUILOMBOS eram na atual Bahia, Pernambuco, Goiás, Mato Grosso, Alagoas e Minas Gerais. 

 

 

      O quilombo mais conhecido foi o Quilombo dos Palmares criado no final de 1590, e chegou a reunir quase 30 mil pessoas.

O maior de todos foi o do Jabaquara na serra de Cubatão próximo de Santos, fundado por abolicionistas.

 

      Em 1630 quando Pernambuco foi invadido por Holandeses, muitos senhores de escravos abandonaram suas terras, e isso ajudou a fuga de muitos deles. Após fugirem foram buscar abrigo no Quilombo dos Palmares localizado em Alagoas.

 

  

      No ano de 1670 o quilombo já abrigava cerca de 50 mil escravos que haviam fugido, para eles se alimentarem costumavam pegar comida as escondidas dos engenhos, o que não agradava muito seus senhores. Essa situação começou a gerar conflitos começando com  Holandeses que foram os primeiros a combatê-los, e em seguida o governo de Pernambuco com a ajuda do bandeirante Domingos Jorge Velho.

     A guerra durou por volta de cinco anos, mas a luta pela liberdade foi em vão.

     As casas dos quilombos eram simples, pequenas, feitas com ripas e varas entrecruzadas cobertas com barro, o telhado geralmente de palha em forma de “v”.

  

 

 

Aluno: Ian

Fontes de consulta:

www.portalafro.com.br

www.historiacolonial.arquivonacional.gov.br

www.badgals-radio.com

www.atualidades.blog.com 

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.